sábado, 9 de junho de 2012

Seu LUNGA (Joaquim dos Santos Rodrigues)

Seu Lunga (Joaquim dos Santos Rodrigues), 
um sertanejo que não leva desaforo para casa.

                 Joaquim Rodrigues dos Santos é mais conhecido como Seu Lunga.Nascido em Caririaçu, fronteira Norte de Juazeiro, em 18 de Agosto de 1928, atualmente tem 82 anos de idade, é dono de um sítio onde cria um "gadin" e planta frutas que vende na sua budeguinha em Juazeiro do Padim Ciço. Seu Lunga nasceu nas brenhas, perto de Assaré, terra do Patativa. Sertanejo forte, sobreviveu com os pais e mais sete irmãos.

              O apelido vem desde criança, quando uma vizinha, identificada como “preta velha”, começou a lhe chamar de Calunga, que virou Lunga e ficou. Não se recorda de nenhuma brincadeira de criança mas já faz tempo que é alvo da alegria de muitos pelo seu jeito de ser.



                    Homem sem grandes paixões, ele se considera "temperado." Religioso, ele se declara devoto do padre Cícero, o que é uma marca também da cearensidade de seu Lunga. Apesar disso, ele não é freqüentador assíduo das missas, pois pensa que religião não é ir a uma igreja ou participar de romaria, mas ajudar àquele "que bate na porta." Em tudo isso seu Lunga se acha feliz.

O homem mais zangado do mundo: personagem seu Lunga
                      A fama da rudeza do seu Lunga, "o homem mais zangado do mundo," corre o Ceará de norte a sul, nas historietas engraçadas contadas nas mesas de bar, nas rodas de amigos, nos ônibus, nos versos do cordelista.

                     Seu Lunga é conhecido como um homem brabo, rude, que provoca risos por suas respostas grosseiras. O único que não ri deste arsenal de anedotas é o próprio Lunga que atribui “estas mentiras” à gente que não tem o que fazer. “Só acontece isso, porque no Brasil não tem justiça”, afirma.

               Seu Lunga não gosta de brincadeiras mas não tem jeito. As piadas sobre suas respostas engraçadas e intempestivas estão nas mesas dos bares e nas conversas entre amigos. As histórias de Seu Lunga já não lhe pertencem e sim ao imaginário popular. Ele não é mais o resultado das suas peculiaridades, mas a soma das elaborações dos outros:símbolo do sertanejo sincero, que não leva desaforo pra casa.

FONTE: http://www.evaldolima.com.br/2007/12/personagens-cearenses-seu-lunga-um.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário